Geral Política Hudson Cunha

Menções aos presidenciáveis no twitter bate recorde durante a exibição do debate na televisão

Menções aos presidenciáveis no twitter bate recorde durante a exibição do debate na televisão

Enquanto Bolsonaro foi ligado à religiosidade de seus eleitores, Ciro Gomes recebeu um grande número de menções devido ao alto número de compartilhamento de posts de influenciadores. Lula também teve uma participação representativa no Twitter, mesmo não estando presente no debate.

Durante o debate entre os presidenciáveis transmitida pela TV Bandeirantes na noite do dia 9 de agosto, a Scup Social, ferramenta de monitoramento de redes sociais, acompanhou a movimentação no Twitter para avaliar como foi a participação do público na rede social.

Ao todo foram coletadas mais de 9 mil menções com o nome dos candidatos participantes do debate junto a uma expressão que indicasse a sua intenção de voto, como ‘votaria em’ ou ‘não votaria em’, um número maior que as menções coletadas durante a primeira semana do mês de agosto. Jair Bolsonaro, do PSC, foi o político mais comentado, com 3.622 menções com o seu nome onde 57% indicavam que votariam nele. Ciro Gomes veio logo em seguida, com 3.250 menções e a grande maioria, 99,1%, expressando que votariam no candidato do PDT. O forte desempenho de Ciro, que em meses anteriores recebeu uma média de 500 menções, pode ter sido reflexo do compartilhamento de posts de influenciadores, como o Danilo Gentili, que fez um comentário irônico à sua participação:

Outra tendência encontrada foi a forte religiosidade dos eleitores de Jair Bolsonaro. Na maioria dos posts com menções ao candidato do PSC foram encontrados termos como ‘deus’, ‘coração’ e ‘família’.

O nome do conservador também foi diretamente ligado ao tema ‘fake news’, tanto de forma positiva quanto de forma negativa:

Já o Lula, candidato pelo PT, embora não estivesse presente no debate nem sendo representado por ninguém do seu partido, foi bastante citado, com 81,3% das menções indicando que votariam no ex-presidente.

Termos de áreas normalmente cobradas pelos eleitores, como saúde, educação, habitação, desemprego e violência, não foram muito lembrados pelo público do twitter, mostrando que em seus comentários sobre os candidatos eles não costumam repercutir as principais pautas que cobram dos políticos.

O monitoramento

Realizado durante o período que antecedeu o debate até a manhã do dia anterior, o monitoramento detectou tweets que continham hashtags com o nome do candidato e expressões que indicavam a intenção de voto nele, como “Meu voto é”, “Vou votar em” ou “Jamais votaria”, “Não terá o meu voto”, dentre outras.

O monitoramento é baseado em um recorte da opinião dos usuários do twitter e o resultado não expressa a vontade da maioria dos brasileiros.

Sobre a Scup

Criada em 2009 e com mais de 400 clientes em seu portfólio, a Scup monitora as interações nas redes sociais para ajudar as empresas a se comunicarem com seu público e descobrir as suas necessidades. Com todas as atividades de social centralizadas em uma única plataforma e um relatório com comentários sobre a marca e interações, é possível acompanhar o desempenho de ações digitais e identificar novas oportunidades para ações personalizadas de marketing, aumento de vendas e oportunidades de negócios.

Sobre o autor | Website

Jornalista Especializado em Comunicação Empresarial e Marketing em Mídias Digitais. É idealizador da Escola do Jornalista Digital e Diretor de Comunicação e Marketing da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!